Primeiro transplante de menisco realizado no Hospital do Trabalhador


Primeiro transplante de menisco realizado no Hospital do Trabalhador
Primeiro transplante de menisco realizado no Hospital do Trabalhador

Neste mês, presenciei o primeiro transplante de menisco realizado no Hospital do Trabalhador. Ao lado dos colegas da equipe do joelho do hospital em parceria com um cirurgião e professor da Universidade de Montreal (Canadá) Dr. Julio Fernandes, a cirurgia foi numa jovem de 18 anos, que apresentava lesão irreparável do menisco lateral no joelho direito. O entendimento da função do menisco evoluiu nos últimos anos, hoje sabemos da importância do menisco na proteção da cartilagem articular do joelho. Atualmente toda a tentativa em preservar o menisco é feita; contudo, o reparo ou sutura do meniscos ou uma retirada de pequena parte do menisco por lesões não são sempre possível e retirada total do menisco se faz necessária. Com isso o transplante de menisco transformou-se numa opção viável para os paciente que desenvolvem dor no joelho após retirada total ou subtotal do menisco. A técnica do transplante de menisco é bastante complexa, mas a resposta do paciente costuma ser boa, já que, diferente dos outros transplantes, este não provoca rejeição, porque o enxerto do doador não contém antígenos contra o receptor. Portanto, o transplantado não precisa tomar medicamentos imunodepressores e, consequentemente, não enfrenta efeitos colaterais desse tipo de medicação. A cirurgia é feita por videoartroscopia e pequenas incisões, o que significa que é pouco invasiva. No caso da jovem operada no Hospital do trabalhador, a cirurgia levou cerca de três horas. Em cerca três meses se espera que ela realize as atividades do cotidiano com poucas restrições e, em nove meses, a paciente estará apto para reinício das praticas esportivas.

Dr. Elias Marcelo Batista da Silva CRM 16898 / PR

#PrimeirotransplantedemeniscorealizadonoHospi #menisco #curitiba #joelho #Artroscopia