Prótese de joelho


A cirurgia de prótese de joelho, chamada de artroplastia, é o último recurso no tratamento da artrose de joelho – que é a degeneração da cartilagem articular. Nela, substituem-se as partes danificadas da articulação por superfícies de metal e de plástico, que são moldadas para restaurar os movimentos e funções do joelho.

Os metais podem incluir aço inoxidável, cromo e titânio. O material plástico é durável e resistente ao desgaste (polietileno). Um cimento de osso plástico pode ser utilizado para fixar a prótese dentro do osso. A substituição da articulação também pode ser feita sem o cimento, em que a prótese e o osso encaixam-se, fixando-se diretamente.

Por ser uma cirurgia de grande porte, a artroplastia geralmente é indicada para pacientes que já passaram por todos os outros tratamentos para a artrose, como medicamentos - analgésicos e anti-inflamatórios -, fisioterapia, hidroterapia, viscos suplementação ou infiltração do joelho com ácido hialurônico, entre outros.

As próteses podem ser totais ou parciais: Na de substituição parcial, apenas um compartimento da articulação que é substituído. Pode ser o compartimento lateral ou medial da articulação tíbio-femural.

Na total, ambos os compartimentos, fêmur tibial medial e lateral são substituídas por implantes podendo a componente fémur patelar ser ou não substituído.

O tempo de duração das próteses de joelho varia de paciente para paciente. Também é importante saber que depois da cirurgia são necessários alguns cuidados para uma boa recuperação. Por isso, é importante conversar com um especialista e entender qual a melhor escolha para o seu caso.

Dr. Elias Marcelo Batista da Silva

CRM 16898/PR

Agende a sua consulta e faça uma avaliação:

(41) 3044-2940

IMO Instituto Multidisciplinar de Ortopedia:

Herculano Carlos Franco de Souza, 438 - Água Verde, Curitiba - PR, 80240-290